Livro: Vozes de Tchernóbil – A História Oral do Desastre Nuclear (Svetlana Aleksiévitch)

vozes-de-tchernobilContinuo acreditando na opinião de Tatiana Feltrin como uma das vozes mais sãs no mundo de booktubers e foi por isso que quando a escutei falando sobre esse livro de relatos logo corri para procurar e começar também.

No ano de 1986 (eu não estava nascida ainda, caso esteja se perguntando…) a pequena cidade de Pripyat entrou no mapa mundial por um dos piores desastres causados pelo homem. Na então União Soviética, ocorre uma explosão na madrugada na usina nuclear de Tchernóbil e o fogo no teto do reator queima durante toda a manhã. A população não é avisada do perigo que corre e, acostumada a ser treinada e a pensar apenas nos perigos da guerra, não entende o que se passa e o real risco que correm, mesmo quando veem caminhões chegando repletos de militares. A radiação não tem odor, cor ou calor e, por isso, quando são forçados a saírem de suas casas, a população predominantemente rural não entende a necessidade disso em tempos de relativa paz e hesitam em deixar os animais e colheitas para trás. A notícia demora a chegar a outras cidades e, ainda mais, outros países devido à política bipolar da época, em que a URSS precisa provar seu poder tecnológico e capacidade superior ao inimigo. Ao mesmo tempo, centenas daqueles que estavam nas cercanias, foram chamados ou se voluntariaram para lidar com o desastre imediato, começam a morrer. Alguns dos homens duram mais, mas todos sabem do final inevitável. As mulheres, além de lidar com essas perdas, nos anos que se seguem começam a ver os efeitos da radiação não em si mesmas, mas nas crianças que começam a nascer fragilizadas, com graves defeitos ou que logo na primeira infância já desenvolvem leucemias graves. Os jovens não tem mais esperança quanto ao futuro. Nas cidades para onde são levados, o povo de Tchernóbil se vê encarado como uma pária da sociedade, não sendo bem-vindos em lugar algum.

E todo tipo de relato de pessoas envolvidas na tragédia acaba sendo concentrado na obra de Svetlana, autora ucraniana que se dispôs a ir além da imagem chocante e sensacionalista e buscar essas histórias de um povo pobre e sem muito com o que sonhar para o futuro, que de repente se vê marcado por um evento inesperado, bem diferente da guerra com a qual saberiam lidar, tanto emocionalmente quanto fisicamente. Não há armas para lidar com o que acontece, não há um inimigo físico e visível a vencer. Em lugar especial há o coro das mulheres que perderam seus maridos e filhos, mas no livro também se encontra a voz de médicos que atuaram no local, de pessoas de poder que viram o trabalho para esconder os fatos ao vivo e o coro das crianças sem esperanças que sabem que devido ao passado de seus pais não terão futuro. Alguns relatos servem especialmente para mostrar como a sociedade nada sabia sobre a radiação que estava tão próxima e, mesmo como após informados das proibições que se impunham, preferiam ignorá-las pelo conforto de uma vida normal e sem alterações. Há também o relato daqueles que descumpriram todas as ordens e permaneceram no local em que nasceram e em que foram criados, sendo eles os solitários zeladores do local e cuidadores dos animais domésticos deixados no exílio forçado.

O livro serve tanto para aqueles que se interessam sobre o tema em específico quanto para quem apenas quer um relato de vozes humanas e como diferentes pessoas reagem frente uma situação limite. Um aviso: muitas dessas histórias vão se gravar no fundinho da cabeça e permanecerem com você durante muito tempo.

Advertisements

One thought on “Livro: Vozes de Tchernóbil – A História Oral do Desastre Nuclear (Svetlana Aleksiévitch)

  1. Pingback: Livro: A Guerra Não Tem Rosto de Mulher (Svetlana Aleksiévitch) – Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s