Livro: Contato (Carl Sagan)

0111.jpgEstou em um momento em que não ando sorteando os livros do Desafio Literário que irei ler e sim buscado ativamente aqueles que mais quero conhecer no momento. Foi tanto tempo escutando falar sobre Carl Sagan (e sempre elogios, nunca nenhuma crítica!) que tive que dar a famosa chance para um dos livros mais conhecidos.

A protagonista de “Contato” é Ellie Arroway, a quem acompanhamos desde a infância feliz até a idade adulta. Ellie nasceu com uma grande curiosidade natural, que sempre foi incentivada pelo pai amoroso. A mãe sempre foi uma figura mais afastada da menina e assim permanece na maturidade da personagem. O pai de Ellie morre em um acidente quando ela ainda é criança e a mãe se casa novamente com um professor, com quem Eleanor não tem a melhor das disposições e que parece um oposto do pai incentivador da menina.

A curiosidade científica de Ellie só faz crescer conforme a menina se desenvolve. É ela quem questiona as regras de decoreba simples da escola e, muitas vezes, precisa apelar para obras mais complexas nas bibliotecas para saciar alguma dúvida que seus professores primários não conseguem responder. Na adolescência, Ellie chega a conhecer mais sobre religião, mas suas dúvidas quanto à interpretações bíblicas não são bem aceitas ou respondidas e a garota acaba abandonando esse ramo de vez. Sendo uma estudante brilhante, como é de se imaginar, Ellie é aceita em Harvard e começa o ciclo de estudos (graduação-pós-doutorado) que a leva ainda em uma idade precoce a chefiar o Projeto Argus, no Novo México, baseado em encontrar mostras de outras inteligências no universo que estejam tentando uma comunicação com a Terra, apesar da descrença e crítica maciça de grande parte da sociedade científica, que vê o ramo de estudo como apenas um ralo do dinheiro público. Pelo nome do livro já é de se esperar o que vai acontecer. Após anos de atividade, finalmente as antenas captam um sinal vindo do sistema Vega, reproduzindo uma emissão terrestre das mais assustadoras. A partir daí vemos a coordenação de diversos países se organizando para tentar desvendar as mensagens, sua localização e como lidar com as implicações que essa mensagem trará para nosso planetinha perdido no espaço.

A mensagem escondida no código (que leva anos para ser desvendado por completo) se refere à construção de uma máquina que em nada se assemelha com as naves humanas, que levará 5 tripulantes diretamente ao desconhecido. Ellie está intrinsecamente ligada a todo o processo e se torna uma figura conhecida mundialmente. Ao mesmo tempo, tenta equilibrar uma relação amorosa, os apelos da mãe de ir visitá-la e as exigências políticas e religiosas que tentam interferir em todo o processo.

Algo muito presente por todo o livro são as intensas discussões sobre diversos temas que abrangem a ciência. Assim, temos o ponto de vista religioso contrastando com o ceticismo científico (e, mild-spoiler, como os dois se encontram no final em um caminho comum), a ameaça de um poder externo muito superior, a união humana frente as diversidades (e também seu ponto mais negro, quando ocorrem conflitos), tudo brevemente mas ricamente abordado. A trajetória de Ellie por si só é interessante, com todos os seus conflitos e receio de criar laços como aqueles que a ligavam ao pai, com a mulher descobrindo ao fim não apenas os segredos do universos, mas também aqueles de sua própria existência.

Não é meu livro preferido, talvez não esteja nem entre os dez mais, mas é divertido enquanto dura a história, mesmo com todas as suas incoerências científicas justificadas pela época quando foi escrito (hoje em dia fazer metade das coisas que davam um trabalhão na época seriam bem mamão com açúcar).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s