Livro: Daddy-Long-Legs (Jean Webster)

image-book-cover-daddy-long-legs-webSobre os livros que eu resolvo ler do nadam por nenhum motivo específico: gosto.

Acho que “Daddy Long Legs” foi o primeiro livro incluído no meu Kindle, há um bocado de anos atrás. Sempre escutei falar sobre, mas sem saber muito da história e dos personagens. Entretanto, só recentemente tive vontade de pegar esse livro curtinho para ler.

A história tem uma primeira parte em terceira pessoa, em que conhecemos Jerusha Abbott, e a segunda parte relatada pelas cartas da própria Jerusha ao seu benfeitor anônimo. Jerusha foi criada em um orfanato e no começo da história está com 17 anos, tendo ficado no Lar John Grier por dois anos a mais do que o permitido devido ao seu trabalho com as crianças, podendo assim terminar seus estudos de ensino médio. É nessa hora que a vida de Jerusha dá uma virada inesperada, com um benfeitor que prefere ser chamado de John Smith se dispondo a pagar por toda sua educação e gastos extras na universidade, com esperanças de que a garota se torne uma escritora. Como única exigência, a moça precisa escrever regularmente cartas para esse ricaço, que serão levadas a ele por um intermediário. No dia em que John Smith esteve no instituto Jerusha viu suas costas enquanto ele se afastava, de onde retira o nome do livro para atribuir ao seu benfeitor. “Daddy long legs” em inglês também se refere a um inseto de pernas longas, e devido à altura de ‘John Smith’ esse parece um nome apropriado.

Passamos a acompanhar então, a partir das cartas de Jerusha, sua chegada ao universo novo acadêmico que passa a habitar, as inúmeras novas descobertas de se morar sozinha, a apreensão com os exames e as relações com as colegas. Dentre as colegas se destacam Sally McBride, a melhor amiga que tem uma ótima família que também adora Jerusha, e Julia Pendleton, uma menina rica de família nova-iorquina. Surgem dois potenciais interesses amorosos a partir dessas conexões: o irmão mais velho de Sally que estuda em Princeton e o tio de Julia, o gentil Jervis Pendleton (que tem o terrível defeito de ser um socialista, segundo os Pendleton).

Jerusha é uma protagonista simpática e com quem é fácil se identificar. Suas cartas são sempre divertidas, alternando os vários estados de espírito da mocinha. Em alguns momentos, ela se mostra muito agradecida a esse generoso “senhor de idade” (pois é assim que o imagina) e suas inúmeras contribuições, em outros momentos questiona o porquê das rédeas que ele coloca às suas ações e chega a agir de forma contrária ao que ele pode esperar dela. A menina se mostra bem informada e esforçada em conquistar cada vez mais, realmente se dedicando ao intento de escrever contos e romances e aprender sobre outros escritores. É um livro rápido de ser lido, beirando o água com açúcar romântico, mas com algo a mais de se posicionar pelas mulheres da época, defendendo o direito a voto e cidadania de forma bastante sutil.

Advertisements

One thought on “Livro: Daddy-Long-Legs (Jean Webster)

  1. Pingback: Retrospectiva 2016 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s