K-Drama: Jealousy Incarnate (2016)

Jealousy_Incarnate-p1.jpgOlha só quem terminou o 40º drama hoje. Sim! Fui fazer minha listinha no MyDramaList e descobri essa verdade chocante de quantas horas já gastei (proveitosamente) com a Coreia do Sul. Não é de se admirar que tenha praticamente abandonado as séries ocidentais tendo em vista esses números…

Mas vamos tratar do assunto principal: “Jealousy Incarnate” (algo como “A Incarnação do Ciúme” em inglês) ou “Don’t Dare to Dream”, como título alternativo.

Pyo Na-Ri (a onipresente Gong Hyo-Jin) é a protagonista dessa trama. Na-Ri é a “garota do tempo” em um dos muitos programas jornalísticos da SBS, um canal televisivo. Mas esse não foi sempre o sonho de Na-Ri. Na verdade, ela sempre quis ocupar o lugar de destaque de âncora, atrás da bancada, preferencialmente co-apresentando com Lee Hwa-Shin (Cho Jung-Seok), seu crush de mais de 3 anos. Hwa-Shin sabe muito bem da paixão de Na-Ri, mas nunca quis nada com ela até que, retornando de sua estada de três anos na Tailândia, vê o relacionamento entre a mulher que gostava dele e seu melhor amigo, o fofo Go Jung-Won (Go Gyung-Pyo), se desenvolver em algo a mais. Quando descobre que tem sentimentos por Na-Ri, a situação já parece perdida para Hwa-Shin, ainda mais porque ele acabara de descobrir que estava com câncer de mama e Na-Ri era a única que sabia desse fato, para ele vergonhoso e emasculante.

No núcleo estendido temos a família dos envolvidos, como o irmão de Hwa-Shin e sua sobrinha que sofreram muito por causa de uma reportagem do âncora, as duas mães de Ppal-Gang, o irmão de Na-Ri, além de todo o pessoal que mora no “barraco” em que Na-Ri vive e o pessoal da estação televisiva.

O drama se utiliza de uma linguagem bem diferente. Apesar de poder ter explorado o caráter “drama” da narrativa, foi escolhido manter a graça e zombar de todas as cenas que poderiam cair no excesso de seriedade. É assim que de vez em quando rola um musical inesperado (inclusive durante a morte de um personagem) e nenhum conflito se estende por tempo demais. E isso é maravilhoso demais! Além disso, há muitos elementos visuais que dão uma bossa a mais nesse drama com poucos cenários e tão simples, como as luzes de banheiro e ceninhas que aparecem em diversas telas. Que surpresa boa foi essa história do começo ao fim, mas devo dizer que Na-Ri realizando o sonho de todas as protagonistas de dorama e testando os dois potenciais namorados. Melhor protagonista! Outro ponto que fez desse drama algo muito bom: a trilha sonora. Baixei muitas músicas dela, que se encaixava bem nas situações.

Advertisements

One thought on “K-Drama: Jealousy Incarnate (2016)

  1. Pingback: Retrospectiva 2016 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s