Livro: Trópico de Câncer (Henry Miller)

0091Esse com certeza não é um livro para todos os públicos (e falo isso pelo seu próprio bem).

Com uma das introduções mais fortes e reveladoras dentre todos os livros que li, Henry Miller diz que essa obra é “uma cusparada na cara de arte”, o seu modo de cantar torto, o seu coaxar. E não espere flores e beleza vazia de alguém que escreve em primeira pessoa algo com essa força logo na primeira página de seu primeiro livro.

Publicado em 1934, “Trópico de Câncer” é o livro de estreia de Henry Miller, que narra em primeira pessoa as venturas e desventuras de um personagem que em verdade é ele mesmo pelas ruas de Paris, vivendo na boêmia, tentando se fazer escritor em meio a um grupo de compatriotas americanos em terras francesas.

O livro não é exatamente linear, mas seus episódios são organizados mais ou menos dessa forma. O personagem principal vagueia pelas ruas, dormindo durante o dia, lidando com um pobreza relativa (já que poderia arranjar um posto, mas não quer renunciar de sua vida noturna nos bares e prostíbulos), filando casa e comida dos amigos e se envolvendo com as prostitutas locais, esquecendo por vezes da esposa que deixou na América e de quem só se lembra quando necessita desesperadamente de dinheiro. Há fases nesse período de tempo desconhecido do personagem em sua vivência parisiense, fases em que ostenta dinheiro com champanha e bons jantares e fases em que precisa arranjar compromissos múltiplos em casas de amigos para conseguir uma refeição por dia. Há uma curta fase de trabalho como revisor e outra como professor em um colégio interno que chama de “prisão”. Há as relações com mulheres e também sua visão de terceira parte sobre os múltiplos relacionamentos de seus amigos com mulheres de igual índole.

O autor não se intimida em chamar as coisas pelo nome: boceta, pênis, os menage à trois, a gonorreia e a sífilis que acompanham todo esse núcleo de personagens em diversos momentos, como não deixaria de ser. é um romance dos slums, em que não vemos o lado romântico e bonito de Paris, mas conhecemos o submundo de aspereza e pobreza, desses artistas em formação que passam seus dias sem realmente criar sua arte.

 

Advertisements

One thought on “Livro: Trópico de Câncer (Henry Miller)

  1. Pingback: Retrospectiva 2016 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s