Músicas: Velhas músicas e novos tempos

Faz um tempo que não faço um post sobre música. Ultimamente, tenho escutado mais as músicas com ares de baladinha, aquelas dos anos 60/70, ou que emulam o sentimento, perfeitas para se cantar junto, além de ainda tentar me manter um pouquinho que seja atualizada com o que há de contemporâneo. Então vamos fingir por dez minutos que eu estou super em dia com os estudos e cantar um pouquinho, despreocupadamente.

Lana Del Rey – Young and Beautiful: A primeira vez que escutei Lana Del Rey a achei, além de muito artificial, um dos soníferos mais poderosos que existiam. Não conseguia levar a persona à sério, nem as músicas. Se passou um bom tempo e só depois daquela trilha de Maleficent, finalmente consegui entender a graça da cantora. Sem me preocupar muito sobre o que estava escutando, acabei esbarrando em “Young and Beautiful” e foi muito amor. O instrumental dessa música é um arraso e a voz da Lana se encaixa perfeitamente.

Lana Del Rey – Video Games:  E o vício em uma música levou naturalmente a procurar os maiores sucessos e “Video Games” aparece nessa posição. Essa é a favorita absoluta do momento e quando eu digo isso deve ficar implícito que eu estou escutando-a umas cem vezes por dia e quando não estou escutando estou pensando nela, cantarolando comigo mesma.
“Heaven is a place on Earth with you/…/I heard that you like the bad girls, honey/Is that true?”

Léo Ferré – Thank You, Satan: Essa música maravilhosa, que nunca canso de ouvir… Recomendo fortemente a quem não conhece e que não fala francês buscar a tradução dessa obra-prima. É uma das minhas favoritas da vida.
“Pour tout cela et plus encore/ Pour la solitude des rois/ Le rire des têtes de morts/ Le moyen de tourner la loi/ Et qu’on ne me fasse point taire/ Et que je chante pour ton bien/ Dans ce monde où les muselières/ Ne sont plus faites pour les chiens…Thank you Satan!”

The Zombies – Time of the Season: Essa música… <3. Há uma sensualidade, um certo ar de conquista barata e festinha de garagem nessa música… e é tão legal. Dá vontade de fazer a dança dos ombrinhos clássica dos anos 70.

4Minute – Crazy: Vamos modernizar um pouquinho, mas nem tanto. Não conheço muito de 4Minute a não ser que a maior estrela é a Hyuna, que apareceu no clipe de “Oppa Gangnam Style” do Psy. Essa música é a que tem a coreografia que estão falando que a Anitta copiou em seu novo sucesso. Não entendo tanto de coreografia para saber isso, mas a música é bem viciante.

Clarice Falcão – Survivor: Como todo mundo que tem Facebook, eu fui contagiada pelo vírus desse clipe. Além das imagens fortes, acho a versão feita para a música de Destiny’s Child maravilhosa. Ficou interessante e, pra mim, bem melhor que o original.

IU – Twenty-Three: Não tenho escutado essa tanto hoje em dia, mas quando saiu eu gostei bastante. IU é uma artista que sempre passou uma ideia inocente e algumas pessoas questionam se ela não é uma raposa disfarçada. Nessa música/clipe ela basicamente declarou sua independência dizendo “podem pensar o que quiserem, vocês sempre vão arranjar uma maneira de me odiar mesmo” e mandando essas pessoas se fod…. Ao mesmo tempo fala que nem ela mesma sabe se quer ser esse símbolo de inocência, uma garotinha, ou se quer ser uma mulher sensual. E aí, fofocas coreanas, IU foi acusada, junto a outra música, de estar explorando uma imagem de Lolita (migo, todos os grupos de meninas coreanas exploram esse concept). Para mim foram exatamente esses anti-fãs que arquitetaram essas falsas acusações para cima de uma das poucas meninas que realmente tem talento musical do show business coreano…

Advertisements

One thought on “Músicas: Velhas músicas e novos tempos

  1. Pingback: Retrospectiva 2015 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s