Filme: Sympathy for Lady Vengeance (2005)

600full-sympathy-for-lady-vengeance-poster

Difícil dizer qual dos três filmes da trilogia de vingança de Park Chan-Wook é o melhor, mas na humilde opinião dessa que vos fala, essa parte final é a que melhor expressa um sentimento de catarse. Não sei se por se tratar de uma mulher, pelo jeito como as coisas são costuradas na trama e os pequenos segredos do enredo serem revelados, da participação dos atores das outras partes para concluir esse episódio… no final esse é o filme de que mais gostei.

Lee Geum-Ja (Lee Yeong Ae) acabou de sair da prisão após 13 anos. A confissão de seu crime, o sequestro e assassinato de um menino, aos 19 anos não condiz com a imagem que apresentava quando dentro da cadeia, de mulher pacata e religiosa. Assim que sai, entretanto, percebemos que essa boa imagem nada tem a ver com o caminho que Geum-Ja pretende seguir no futuro. As várias amigas que Geum-Ja fez no confinamento serão essenciais para esse plano que traçou por tantos anos. (E eu estou tendo um cuidado imenso em não revelar muita coisa do plot porque a grande graça do filme é ir descobrindo os detalhes da história e o porquê de Geum-Ja ter confessado um crime que claramente não cometeu, quem ela estava salvando e o que essa atitude acarretou nos treze anos de sua prisão. Por causa disso, acho melhor acabar a sinopse por aqui.)

A marca visual desse ato é a sombra avermelhada que a mulher usa, uma forma de tentar parecer menos gentil. Para quem for assistir, é interessante notar como as cores brincam nesse filme. O branco do tofu representa a pureza e a intenção de viver uma vida limpa na cultura coreana, sendo um costume levá-lo para prisioneiros recém-libertos. Quando Geum-Ja rejeita o tofu nos primeiros momentos do filme, portanto, ela está dizendo que não viverá um existência sem pecados dali em diante. Isso vai voltar no fim do filme, então é bom prestar atenção.

Como disse, esse é um filme marcado pela presença dos atores das duas partes anteriores e uma das “brincadeiras” é tentar identificá-los. Outra coisa notável é que, apesar de ainda manter uma porção de gore notável, essa é uma parte bem menos significante do que nos outros dois.

P.S.: Não sei se é uma coisa de “mulheres querendo se vingar”, se houve uma inspiração no meio do caminho por parte de quem editou ou se é só coincidência, mas o trailer de Confissões começa com a mesma música que é tocada em uma parte de “Sympathy for Lady Vengeance” (Paganini Caprice no.24).

Advertisements

One thought on “Filme: Sympathy for Lady Vengeance (2005)

  1. Pingback: Retrospectiva 2015 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s