Filme: Far From The Madding Crowd (2015)

far_from_the_madding_crowd_ver3_xlg

Saiu o filme de “Far From the Madding Crowd”Demorei a achar para assistir. Primeiro que onde moro os cinemas não passariam esse filme jamais, já que eles só investem em blockbusters. Segundo que demorou mesmo para encontrar uma cópia em alta qualidade na web. E se você não for fluente em inglês vai ter que procurar ainda mais do que eu, porque a cópia que achei era gringa e sem legendas.

Mas e sobre o filme? Vou seguindo aquela condição conhecida: não comparo livro e filme porque são mídias diferentes, feitas para serem apreciadas como pertencentes a seus devidos universos. E de maneira geral, não mudaram muita coisa no enredo mesmo, mudaram apenas alguns detalhes que não fazem muita diferença, então tudo certo, tudo bem.

Carey Mulligan interpreta Bathsheba Everdene, uma mulher à frente de seu tempo, que aprecia sua independência e tem bastante orgulho de conseguir o sucesso na fazenda herdada em administração própria. Gabriel Oak foi muito bem interpretado por Matthias Shoenaerts, e gente, como a Bathsheba conseguiu colocar Francis Troy acima da belezura e esperteza que é Gabriel??

Apesar de um elenco bastante forte achei a narrativa bem estranha. No começo, principalmente, há maior preocupação com a fotografia de nasceres do sol e crepúsculos do que com o encaminhamento emocional. Se não fosse o livro acho que não acreditaria que algum dia Bathsheba tenha gostado de Gabriel por que isso apareceu bem corrido. Corrido, aliás, é toda a narrativa. Parece que tudo acontece em uma semana: “Oi, fui com tuas fuças, vamos casar?”. Não dá tempo para desenvolver bem nenhum relacionamento e Bathsheba se desilude com o casamento apressado na própria noite de celebração. Comoassim? Apesar de achar que o ritmo da história original possa parecer maçante nas telas, faltou à direção apresentar alguma profundidade aos personagens. Os eventos são passados quase maquinalmente, então não dá para saber a quantas andam os sentimentos das pessoas. No total, acaba parecendo uma visão bem superficial de uma história campestre, com tentativas de valorização nas belas paisagens dos campos ingleses.

 

Advertisements

One thought on “Filme: Far From The Madding Crowd (2015)

  1. Pingback: Retrospectiva 2015 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s