T-Drama: Apple In Your Eye (2014)

aiye

Aportando em novas praias, acabei de assistir meu primeiro drama taiwanês. Não tinha ideia no que eu estava me metendo e cliquei nele só porque estava em destaque na Viki e… por que não?

O drama me conquistou no primeiro episódio, com a sinopse aparentemente tão simples dos inúmeros desencontros que conduziriam a história de Zhou Ji Wei (Amber An) e Dai Yao Qi (Lan Cheng-lung). Ji Wei é a terceira filha de seus pais e, apesar do pai não ver nenhum problema nisso, a mãe está desconsolada com o nascimento de mais uma menina. Na casa em frente mora a família Dai. Mamãe Dai sempre quis ter uma menina, mas tem apenas um filho alguns anos mais velho que Ji Wei, Papai Dai não pára em nenhum emprego por muito tempo e Vovó Dai é uma doçura de pessoa que verte amor por todos os poros. Por causa do abandono dos pais, Ji Wei acaba se voltando desde a mais tenra idade para a casa dos vizinhos, que a consideram como irmã mais nova de Dai Yao Qi, apesar dele odiar a ideia.

7 Ainda quando crianças os dois descobrem um cantinho que será por muito tempo seu “buraco negro” para escapar dos problemas lá fora, um lugar a que apenas os dois frequentam pois são os escombros de alguma construção antiga. Vem a adolescência e os primeiros amores. É óbvio que Ji Wei se apaixona por Yao Qi. O problema é que o rapaz parece só a enxergar como a irmãzinha boboca da infância e demonstra muito mais interesse na colega de classe bonitona de Ji Wei, chegando a lhe escrever cartas que Ji Wei nunca entrega, respondendo-as ela mesma. Com o fim da escola, Yao Qi parte para Taipei e Ji Wei promete que o encontrará lá, mas acaba passando para uma universidade bem distante… Só 10 anos depois os dois voltam a se encontrar e tudo parece favorável ao romance. SQN. Yao Qi está noivo daquela bonitona do colégio, os dois moram juntos e Ji Wei sobrou completamente na história. É aí que surge um arquiteto que parece interessado nela e descobrimos um segredo que muda o rumo da história: Dai Yao Qi também gostava de Ji Wei na adolescência, mas teve todas suas esperanças de um relacionamento despedaçadas pela mãe da garota, que o considerava inapto para a filha.

psycho

O psicopata preferido da Ji Wei. 190 nele!

 

Os primeiros episódios foram de uma ternura ímpar. Fiquei acorrentada à história que se desenvolvia tão bem entre aqueles dois personagens que se gostam, mas parecem nunca encontram um ponto de encontro adequado em suas trajetórias. Estava indo tudo bem e eu estava até aceitando toda a inocência e burrice de Ji Wei, mas aí o arquiteto, o second lead do drama, se mostrou um verdadeiro psicopata e teve uns dois episódios muito WTF, em que fiquei me perguntando o motivo de alguém não ligar para a polícia em Taiwan quando claramente o caso é para tal. Denuncia logo ele, Ji Wei! Manda esse cara para a cadeia!

Demora, mas as coisas voltam para os trilhos e temos, pela primeira vez, o casal feliz e contente, sem muitos obstáculos à frente. E você acha que os roteiristas iam me deixar ser feliz? Claro que não! Mais desencontros, mais choros sem fim (e eu com aquela bola de choro na garganta – Taiwan por que faz isso comigo???) e, para surpresa total e indignação de todos os comentaristas da Viki (inclusive eu) um final bizarro em que a mocinha se une a seu stalker-psicopata-que-já-a-deixou-acorrentada-em-casa-e-disse-que-tinha-esfaqueado-o-namorado-dela.

Apesar do final podre, da mãe de Ji Wei ser quase uma vilã da trama e da série toda ter me dado vontade de chorar, acho que foi uma boa introdução aos T-Drama. A série é cheia de detalhes bonitos: as animações para contar histórias de que a protagonista ouviu falar, as passagens no dicionários, os tipos de tristeza que existem ao final de cada episódio e as músicas que se encaixavam tão bem na trama, especialmente a abertura que já dá o tom dessa história de desencontros. O que a protagonista tem de “uma cabeça grande, mas não inteligente”*, Yao Qi tem de fascinante e adorei a atuação do Blue Lan!

Não é um drama para quem espera finais felizes ou os de coração fraco. Tudo quanto é  tipo de tristeza cai no colo da Ji Wei e ela merece o apelido que ganhou da mãe quando criança. É curtinho, só 13 capítulos, e muito difícil de achar completamente traduzido para o inglês na internet, então só o meu amor pela obra mesmo me levou até o fim quando haviam diálogos inteiros sem tradução…

O vento está aqui e a chuva parou
Quando você veio, eu parti
O amor chega, bem no alvo
As nuvens desaparecem e alguém parte
A chuva chega e molha tudo
Todos partem e tudo é apagado.

* Faz parte da musiquinha “carinhosa” que Yao Qi canta para Ji Wei quando crianças.

Advertisements

One thought on “T-Drama: Apple In Your Eye (2014)

  1. Pingback: Retrospectiva 2015 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s