K-drama: You Who Came From The Stars (2013-2014)

my-love-from-another-star-2013_24971387858981_1

You are my destinyyyy….

Finalmente terminei essa série! Calcule o tempo que fiquei enrolando baseado no fato dela ter estreado em dezembro de 2013 e serem só 21 episódios.

“You Who Came From The Stars” ou “My Love From The Star” tem uma daquelas premissas mágicas que fazem com que a história pareça um conto de fadas moderno: na dinastia Joseon (período da história coreana entre 1392 e 1897) um grupo de aliens chega à Terra para estudar a flora e fauna. Um dos aliens acaba salvando e se apaixonando por uma garota, mas ela se sacrifica por ele. Ao mesmo tempo, esse alien perde a carona para casa e é obrigado a permanecer por 400 anos na Terra, esperando outro ônibus-nave para casa. Durante esses 400 anos, Do Min Joon não envelhece nada e utiliza seu tempo estudando os mais diversos campos humanos e acumulando um grande patrimônio. Um dia, em um elevador, acaba se encontrando com uma mulher que é a cara da garota por quem ele havia se apaixonado. Ela, Cheon Song Yi, é uma atriz super conhecida, um dos rostos da hallyu, e tem uma personalidade um tanto quanto particular. Esse encontro ocorre em meio a uma notícia bastante esperada por Do Min Joon: a chegada de um “cometa” em três meses, ou seja, sua carona de volta para casa.

Do Min Joon conta com alguns poderes (teleporte, telecinesia e parar o tempo) e se utiliza deles quando percebe que Song Yi corre perigo devido à presença de um assassino no grupo que frequenta. Pouco a pouco uma paixão com prazo de validade se desenvolve entre os dois, então você já sabe que no fim seu coração vai ser partido, pois ou Min Joon morre na Terra ou retorna para sua estrela.

O que me chamou para assistir a série foi, na verdade, a presença de Kim Soo Hyun no papel do protagonista. Assisti “Dream High” há um bom tempo atrás e sempre achei que ele era um bom ator, mas assistindo “YWCFTS” tenho certeza disso. As cenas de choro de Soo Hyun são imbatíveis. Nunca havia assistido nada com a Jun Ji Hyun, que interpreta Song Yi, mas ela também fez um trabalho espetacular. Seria fácil odiar uma personagem que logo no começo se beneficia apenas por sua beleza, não sendo muito inteligente ou talentosa como atriz para chegar à posição que ocupa, mas o bom humor que ela exibe frente às diversidades, sua personalidade inesperada e os micos que acaba pagando fazem com que haja muita simpatia. E no final, como não sofrer junto a ela quando ela crê estar enlouquecendo ao ver Min Joon onde ele não poderia estar.

1395285989-My-Love-from-The-Star_21_590x330

A série é muito bem feita e o final, que foi um pouco criticado pelos fãs que queriam um fan service maior, foi à contento. Destaque especial para as “entrevistas” e pequenas cenas adicionais no final de cada episódio, que ajudam a esclarecer algumas situações e fazer o coração palpitar ainda mais forte por esse casal. Não coloco “YWCFTS” nos meus preferidos, até porque há momentos de pura enrolação no meio (por que você acha que demorei um ano para acabar de ver?), mas se tivesse que dar de 0 a 10, daria um 8,8. Há um cuidado visível com a condução da história principal (não tanto com as paralelas) e com os efeitos especiais. O clima da série se mantém numa constante para demonstrar o tamanho do amor entre os protagonistas e a iminência do desastre, combinando a imaturidade e humor da protagonista com a sapiência e seriedade do homem que viveu por 400 anos.

 

Advertisements

2 thoughts on “K-drama: You Who Came From The Stars (2013-2014)

  1. Pingback: Retrospectiva 2014 | Meu Logbook

  2. Pingback: K-Drama: The Producers (2015) | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s