Filme: The Purge/ Uma Noite de Crime (2013)

Sexta-feira, madrugada. Para você saber, é esse meu momento regulamentar para fazer maratonas de filmes e séries. Aliás, qualquer filme se tornará imediatamente melhor às três da manhã, mas os de terror contam com aquele quê a mais do silêncio sepulcral lá fora e em que qualquer barulhinho se torna o apocalipse zumbi no seu quintal.

Mas então. Estava vendo um vídeo da Lex no Youtube (pagarei pau eternamente para essa mulher: entrem no canal dela) em que ela faz a pintura corporal inspirada no filme e aí lembrei que eu estava com ele aportado na minha pasta de downloads há muito tempo. Soma-se a isso que a continuação vai ser lançada em pouco tempo e então você vai entender o motivo da necessidade de o assistir.

Image

O ano é 2025 e os Estados Unidos arranjaram um meio de diminuir drasticamente a violência causada pela desigualdade social (o filme raspa um pouquinho no assunto, mas não se aprofunda). Esse método é o “expurgo” do título, uma noite em que tudo é permitido: assassinatos, estupros, torturas, qualquer coisa mesmo. Além disso, os serviços policiais e de emergência hospitalar não funcionam das 7 da noite até a 7 da manhã. Muita gente participa do expurgo, mas muita gente também corre para casa e se tranca, esperando os perigos da noite passarem. A ideia do filme é ótima né? Mas e quanto à execução? Um tanto decepcionante.

A história se passa em torno de uma família rica, moradora dos subúrbios, com papai, mamãe (a Cersei!), uma filha adolescente e um garoto aprendiz de emo e muito desobediente. O pai é vendedor de sistemas de segurança e fez boa parte da fortuna vendendo para os vizinhos esses sistemas. Logo no princípio aprendemos que os vizinhos não estão muito contentes em ver tanta prosperidade baseada em algo que acaba sendo uma necessidade de sobrevivência. Pois bem, a noite começa, a família ativa o sistema e logo as coisas degringolam. Primeiro, o namorado da filha adolescente aparece do nada dentro da casa. Depois, o filho emo que merecia umas boas palmadas destrava o sistema de segurança (quem é que ensina a senha dessas coisas para um moleque de no máximo 11 anos?!) e deixa entrar um cara que estava sendo perseguido por um grupo de mascarados. Estes, por sua vez, ameaçam entrar de qualquer jeito caso seu alvo não seja entregue e, para fechar com chave de ouro, os vizinhos aparecem para expurgar os próprios sentimentos na família. Noite feliz essa, heim!

Image

Pontos positivos: 1) adorei o vilãozinho que fica à porta, esperando uma resposta. Se ele aparecesse na minha casa durante o expurgo eu me esconderia também; 2) a bronca da Cersei em uma das vizinhas, bem no final. Veria o filme de novo só por aquela cena.

Image

Pontos negativos: 1) Por que uma casa daquele tamanho e com tamanha violência lá fora não possui um quarto do pânico? 2) Aquela menina precisava ficar de uniforme o filme inteiro? Me pareceu um jeito de evocar algum fetiche no público masculino; 3) Aqueles filhos eram tão… argh. Cersei não consegue criar filhos normais em lugar nenhum, por deus. 4) A própria escolha de história. Como eu disse, o plot é bom, mas eu acho que haveriam histórias mais interessantes nesse cenário do que a de uma família em uma mansão e com um arsenal militar disponível. Muito tiro e pouco sentimento.

 

Advertisements

2 thoughts on “Filme: The Purge/ Uma Noite de Crime (2013)

  1. Pingback: Filme: The Purge – Anarchy/Uma Noite de Crime 2 (2014) | Diário de Bordo

  2. Pingback: Retrospectiva 2014 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s