Filme: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

Há um tempo  que não pintam por aqui posts de filme, heim?

heqvs_0002_cartaz_lomo_final_01_om

Pois bem, ontem um amigo me convenceu a nos deslocarmos até o Odeon para assistirmos o filme aí ao lado, versão longa-metragem do curta “Hoje Eu Não Quero Voltar Sozinho” (que pode ser assistido no YouTube).

Leonardo é um adolescente cego buscando sua independência, principalmente da mãe que não acredita que ele possa realizar inúmeras coisas sozinho. Giovanna, amiga desde a infância de Leo, gosta dele mas nunca arranja a coragem suficiente de deixar as coisas às claras. Quando voltam as aulas, entra na escola um novo aluno, Gabriel (ninguém tira da minha cabeça que ele é um hipster), que logo se aproxima da dupla e por quem ambos acabam nutrindo sentimentos.

O desenrolar da trama é bem devagar, então exploramos com detalhe os sentimentos de Leo frente a cada um dos episódios que vão acontecendo. De pontos positivos: não há conflitos quanto à sexualidade (ao menos não maiores do que os conflitos típicos da incerteza se o amor é platônico ou não), as coisas fluem e são críveis do ponto de vista emocional dos personagens, inclusive as briguinhas e mal-entendidos no meio do caminho. Há mais militância, inclusive, sobre os direitos e possibilidades dos deficientes visuais do que sobre a sexualidade dos personagens, já normatizado. A única questão nesse sentido é o olhar do outro, de um adolescente “macho alfa” especialmente, que se dedica a praticar bullying com Leo e Gabriel. Muito interessante ver tal abordagem.

Sobre os pontos negativos: a perda de uma das linhas narrativas: o jovem cego que busca a independência no final apenas está dependendo de uma pessoa diferente; a tendência de alguns roteiros brasileiros de copiarem a abordagem americana. Festinha em casa com copos coloridos porque pai e mãe não estão? Acampamento com a turma? Isso não é lá muito comum por essas bandas, não? essa implicância minha não é de agora. Para fazer sucesso, infelizmente, parece que o brasileiro ou dá uma estética mais suja e pobre ao Brasil, ou opta por uma imagem americanizada. Não gosto de nenhuma das duas.

O outro ponto negativo não tem a ver com o filme. Infelizmente, na sessão que vimos no Odeon entrou um grupo de adolescentes, ainda em idade escolar, que ficaram rindo dos momentos mais fofos do filme, zoando exatamente de uma temática tão sensível. Eu sei que quando se é adolescente, a tendência quando diante do nervosismo perante algo que nos toca é a fuga pelo ridículo e pelas risadas. Entendo que aqueles jovens na verdade têm ainda muitas dúvidas quanto à própria sexualidade e, em grupo, esse nervosismo se torna ainda pior, resultando no festival de infantilidades que fui obrigada a presenciar. Que eles então, ao menos, levem um pouco do que o filme toca pra vida deles, mesmo que não o mostrem aos seus pares.

Advertisements

One thought on “Filme: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (2014)

  1. Pingback: Retrospectiva 2014 | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s