Série: Reply 1994

ImageSe existe um kdrama que sempre terá nota máxima na minha escala, será Reply 1997. Dito isso, quando anunciaram a segunda temporada da série eu me encontrei em uma cilada entre dois sentimentos: apreensão e felicidade.

A história de Reply 1997 funcionava muito bem. Não era uma série muito grande a ponto de se tornar chata, os personagens (todos eles) pareciam muito reais, a ponto de você querer conhecê-los e fazer parte do grupo de amigos, e o mistério sobre quem seria o marido da protagonista funcionava, mesmo que todo mundo que tenha visto tenha adivinhado a resposta bem antes do fim. Aliás, o fim de Reply 1997 foi daqueles de me fazer ficar triste por ter de me despedir dos personagens.

E então chegou a sequência.

Reply 1994 tentou seguir a fórmula do sucesso do primeiro, centrando-se no mistério de quem seria o marido da protagonista. Entretanto, o drama inteiro acabou tendo inúmeros equívocos por parte dos escritores e também por parte do elenco.

Enquanto na primeira temporada não havia como não adorar a protagonista (Sung Shi-Won) apesar de todos os seus defeitos, na segunda não há como gostar da protagonista, apesar de suas qualidades. Em nenhum momento eu torci pela Na Young e nem acho que a culpa tenha sido tanto da atriz, mas sim do roteiro insosso que a personagem seguia.

Os escritores tentaram ampliar as possibilidades em relação ao possível marido de Na Young, mas era óbvio já no começo que haveriam apenas dois candidatos na história. Eu, particularmente, comecei torcendo por um deles, mas alterei minha torcida no meio da série porque o personagem em questão não tomava nenhuma atitude, apesar de já tudo a seu favor, e eu estava convencida que o outro, o que parecia realmente dedicado a Na Young iria ganhar no final. No final, acho que a Na Young não mereceu nenhum dos dois. Os diálogos do último episódio deixaram inúmeras pontas soltas nesse quesito, muitos buracos de roteiro que não necessitavam existir.

Image

Um dos meus personagens mais queridos na trama, Chil Bong teve um dos finais mais esquisitos em um kdrama. Parecia que os escritores estavam castigando-o por ele ter sido um bom garoto, o que não fazia nenhum sentido. Ele sempre foi o mais solitário e pensativo da trama e conseguiram terminar o drama com ele ainda mais solitário, triste, machucado e de coração partido e estou até agora me perguntando o porquê disso.

Essa versão é 5 episódios mais longa do que a anterior e isso não ajudou em nada a trama. Inúmeros buracos foram criados, partes em que eu tinha vontade de pular para a história mesmo e não ficar sendo enrolada com tramas que não iam a lugar nenhum e que o final mostrou que não serviram para nada. Inclusive, em certo ponto da história incluíram uma criança que desapareceu por vários episódios seguidos, apesar de ser um boa trama para ser explorada pelo viés cômico.

Os pontos fortes de Reply 1997 ainda estavam lá, mas perdidos em meio a muito drama desnecessário. Boa decisão de reciclar os pais da primeira versão na segunda, especialmente quando eles contracenavam com Trash, trazendo de volta uma leveza e humor à série. Infelizmente, com a filha deles mesmo não havia esse tipo de química, o que talvez ajudaria a personagem a ter mais empatia com o público. Os momentos de humor existiram mas foram de uma maneira geral mais fracos do que na primeira versão e dos personagens secundários, poucos podem ter suas tramas elogiadas. No geral, foi tudo bem mais desinteressante do que a primeira versão.

SPOILER: Outro ponto problemático para mim (e não só, porque vi outras pessoas criticando no decorrer do último episódio) foi a exaltação do sucesso do primeiro amor. Enquanto na  primeira temporada isso era compreensível e compatível com o decorrer da história e dos personagens, no segundo pareceu uma decisão forçada e pouco natural, sem contar que o exemplo para os telespectadores mais jovens é um tanto problemático.

Advertisements

One thought on “Série: Reply 1994

  1. Pingback: Cinema: Horror Stories (2012) | Meu Logbook

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s